Os livros que eu gostaria de ganhar de Natal

13 dezembro 2018
É oficial que entramos em uma vibe muito literária neste blog! Hahaha. E eu juro que foi totalmente por acaso... Isso porque depois do último livro que eu li e trouxe aqui para vocês, fiquei doida para comprar mais títulos que estão há um tempão na minha book wishlist. Aí eu finalmente reuni todos num carrinho de compras - só que como ele somou mais de R$ 300 eu meio que desisti e vim fazer uma wishlist compartilhada. Vai que alguém da minha família entra aqui e resolve comprar pra mim, né? HAHAHA. Brincadeiras a parte, vim trazer para vocês também antes de clicar no comprar. Quem sabe vocês não pegam algumas dicas boas por aqui também?

1. Hibisco Roxo - Chimamanda | 2. O Papel de Parede Amarelo - Charlotte Perkins Gilman | 3. O Ano Em Que Disse Sim - Shonda Rhimes | 4. A Vítima Perfeita - Sophie Hannah | 5. O Ódio que Você Semeia - Angie Thomas | 6. O Que É lugar de Fala? - Djamila Ribeiro | 7. Tudo Nela Brilha e Queima - Ryane Leão | 8. Calibã e a Bruxa - Silva Federici | 9. A Cabeça do Santo - Socorro Acioli | 10. A História Secreta - Donna Tartt

Tem livro de suspense, sobre feminismo, de poesias, histórias incríveis e muito mais. O mais legal é que todos eles são escritos por mulheres. Yay! E tem mais um que não sei porque não entrou na lista (acho que apaguei a imagem sem querer), mas é o Fique Com Alguém Que Não Tenha Dúvidas, da Marina Barbieri. Vi no Insta da própria autora e desde então estou looouca por ele!

E você, o que gostaria de ganhar de Natal? Quais livros estão na sua wishlist, me conta?

Resenha: O Reino de Zália

05 dezembro 2018

Oi, gente! :) Quanto tempo faz que eu não apareço por aqui, né? Muitas coisas aconteceram desde o meu último post aqui no blog e por isso tava difícil arrumar tempo para voltar. Vou aproveitar que já estou em clima de final de ano e fazer uma retrospectiva em breve com tudo isso por aqui! Mas por enquanto, queria aproveitar o convite que recebi da Luly Trigo para falar do último dela por aqui. Eu tenho certeza de que a dica vai ser boa: vocês irão amar tanto quanto eu. <3


Conheci essa pessoa incrível na Bienal do Livro neste ano e um pouco depois ela entrou contato comigo falando a respeito da sua nova obra. Eu já tinha lido um dos livros dela, uma parceria com Klara Castanho, e fiquei ansiosa para começar a leitura. Quando chegou aqui em casa eu não sabia direito o que me esperava até que logo nas primeiras páginas já fui arrebatada. Quer uma história boa? Então você também precisa conhecer O Reino de Zália.

Sinopse: No primeiro livro de fantasia de Luly Trigo, uma princesa se vê obrigada a assumir o governo do país em meio a revoltas populares, intrigas políticas, conflitos familiares e romances arrebatadores. Por ser a segunda filha, a princesa Zália sempre esteve afastada dos conflitos da monarquia de Galdino, um arquipélago tropical. Desde pequena ela estuda em um colégio interno, onde conheceu seus três melhores amigos, e sonha em seguir sua paixão pela fotografia. Tudo muda quando Victor, o príncipe herdeiro, sofre um atentado. Zália retorna ao palácio e, antes que possa superar a perda do irmão, precisa assumir o posto de regente e dar continuidade ao governo do pai. Porém, quanto mais se aproxima do povo, mais ela começa a questionar as decisões do rei e a dar ouvidos à Resistência, um grupo que lidera revoltas por todo o país. Para complicar a situação, Zália está com o coração dividido: ela ainda nutre sentimentos por um amor do passado, mas começa a se abrir para um novo romance. Agora, comprometida com um cargo que nunca desejou, Zália terá de descobrir em quem pode confiar — e que tipo de rainha quer se tornar.


O livro nos apresenta à Zália de uma forma sutil. Não entrega os detalhes logo de cara, mas capricha em descrever o ambiente e as sensações, nos deixando imersos como se fosse uma cena de filme da qual fazemos parte em primeira pessoa - como a nossa personagem principal, em uma vida, até então, bem normal e bastante similar a nossa. Aos poucos conhecemos mais de Zália, seus melhores amigos, e aí é que a parte da imersão no reino começa, com a sua vida como princesa, os detalhes de Galdino e tudo o que acontece quando ela está no reino. E aí as coisas vão decorrendo cada vez mais naturalmente.


Logo nos primeiros capítulos a morte do irmão de Zália (não é spoiler, vai, tá na descrição oficial ali em cima!) dá a primeira virada na história e planta um mistério a ser descoberto nas próximas páginas. Desde então, é difícil parar de virá-las cada vez mais avidamente para saber mais e mais. Só que não é só isso: além deste pano de fundo, também temos muito romance (de deixar qualquer coração quentinho, prepare-se para shippar demais!) e também até uma grande parte de consciência política e social que aumenta cada vez mais em Zália e, por consequência, no leitor também. Não fica explicativo demais e ao mesmo tempo faz despertar curiosidade e empatia em quem lê também. É legal que a Luly amarrou tudo de um jeito envolvente, em que você acaba curtindo muito todas as diferentes esferas da história.


No meio do livro eu tive que parar e mandar um áudio para ela (sim, to me sentindo muito de ter o WhatsApp da autora? Tô mesmo! Hahaha) falando do tanto que ela escreve bem. Ela segura os clímax, amarra bem cada final de capítulo e deixa tudo de um jeito leve de ser lido até mesmo nas partes em que os assuntos são complicados. E aí ela acaba abordando vários de uma só vez: além de tudo que eu já falei, ainda tem bastante sobre a difícil parte da escolha de profissão na adolescência, homossexualidade e aceitação da família, o fato de lidar com a perda de entes queridos, traição por pessoas que julgávamos confiáveis e outros. 


No final, a história de Zália ainda conseguiu me surpreender muito e trazer respostas inesperadas. Pelo menos para mim, não foi previsível e as coisas aconteceram todas no tempo certo. Percebi o quanto que a personagem cresceu durante tudo o que ela passa e, bem, eu fiquei morrendo de vontade de conhecer e ler ainda mais de Galdino com uma Zália, agora, ainda mais madura. Já quero continuação! 


Isso tudo sem falar no design do livro que ficou simplesmente incrível. A capa é toda lindinha, junto com ele veio um marca-páginas e um mapa de Galdino super fofo. Também, a cada começo de capitulo, há dois ramos de florzinhas junto ao número. A editora Seguinte mandou muito bem! :)

Se você tava procurando uma indicação de livro novo para comprar para você ou presentear, com certeza já achou. São 437 páginas de um reino cheio de maravilhas, mas também muitos segredos, o  que acaba traduzindo bastante da realidade até do nosso próprio país mesmo se tratando de um arquipélago fictício. Compre o seu aqui! 

22 Lojas de roupas e sapatos de Bragança Paulista pra seguir no Instagram

31 maio 2018


Já fazia muito tempo que eu queria fazer este post mas nunca dava tempo. Aproveitei o feriado para me organizar e, finalmente, rolou. \o/ Hoje eu trouxe as lojas de roupa/acessórios de Bragança que eu sigo no Instagram e que você pode seguir também. Se você não é de Bragança, pode usar o post para se inspirar nos looks (ou até seguir mesmo assim, porque algumas entregam no Brasil todo também!) e se você é daqui assim como eu, certamente já segue algumas delas mas pode aproveitar a oportunidade para aumentar a sua listinha e ficar de olho nas peças que tem a ver com você!

1. ACSA | @lojasacsa


A Acsa fica na Teófilo Leme, pertinho da Sumirê. No Insta a loja costuma postar fotos de marcas que eles trabalham, alguns looks (postem maaais, Acsa!) e as roupas nos manequins. Tenho umas calças jeans de lá que são super boas. :)

2. AMICI  | @lojamici



Que graça essas peças aqui em cima, né? Ainda não tenho nada da Amici mas tenho amigas que compram lá e costumam falar super bem da variedade e também qualidade das peças. A loja fica na Praça José Bonifácio e fica aberta de segunda à sábado. 

3. BELLA BOUTIQUE | @bellaboutiiquemoda


A Bella Boutique não tem loja física, vende à domicílio e também realiza entregas. Dá para entrar em contato via direct no Insta ou por WhatsApp. Gosto bastante das t-shirts e moletons! 

4. BLUE MOON ACESSÓRIOS | @bluemoon_acessorios


A Blue Moon fica pertinho da praça, na Rua Dr Cândido Rodrigues,196, e uma vez passei por ali de carro e adorei a vitrine. Procurei o nome da loja no Insta, achei e desde então assisto todos os stories morrendo de amores pelos acessórios e roupas! A loja tem uma variedade bem legal e também realiza entregas para todo o Brasil. 

5. CALÇADOS HELÔ MAZZOCHI |  @shoeshelomazzochi


Sapatos lindos, modernos e confortáveis (olha esse tênis aqui em cima, que amor!), além de acessórios e bolsas. Fica na Rua Felipe Siqueira, número 279, e no Insta você pode ver um pouquinho do que tem por lá.

6. CLOÉ |  @cloebraganca


Mayara Mimessi é a dona da Cloé, loja que eu conheço já faz alguns anos e inclusive comprei uma roupa de lá quando ganhei aquele concurso da Capricho em 2014! :) A loja física fica ali na subidinha da Dr Antônio da Cruz, número 580, no Centro, e ela também realiza vendas pelo WhatsApp, enviando por correio.

7. CLUBE MELISSA BRAGANÇA | @clubemelissabraganca


Não dá para não ir ao Bragança Garden Shopping sem entrar na Melissa. Aff, eu já morro com o cheirinho delicioso dos calçados já na porta. Hahaha. Amo! <3 No Insta, elas avisam dos últimos modelos que chegaram e deixam a gente suspirando pelas novidades. 

8. CRISTAL MODAS | @cristal_modas_braganca


A Cristal é uma loja grande que fica ali na Teófilo Leme, número 1304, no Centro - pertinho do Mercadão. A loja tem muuuita variedade e peças de vários estilos diferentes, mas sempre encontro roupas básicas (tipo um short preto simples, uma saia nuvem de alguma cor específica...) garimpando lá e o preço é ótimo. No Insta elas não costumam postar tudo o que tem mas acredito que, como criaram a conta não faz muito tempo, aos poucos começarão a postar. Vale seguir!

9. DOMINNA |  @usedominna


Que bragantina que não conhece a Dominna, né? Com lojas físicas em Bragança, Atibaia e Itatiba, são muuuitas roupas maravilhosas, estampas finas e modelagens que caem bem no corpo. Gosto muito. No Insta você vê fotos profissionais além de detalhes de algumas peças e sapatos. Nos Stories também são sempre mostradas as novidades.

10. DORTA BOUTIQUE  |  @dortaboutique


Peças legais com preços bons + acessórios bem bonitos. :) Dorta Boutique faz entregas em Bragança por motoboy e também envia suas peças para todo o Brasil via correios. 

11. EXPERTE BIJOUX  |  @experte.bijoux


É acessório o que você quer, @? A Experte Bijoux tem sua loja física na Teófilo Leme, 1430, mas também tem uma loja online recheaaada de peças lindas! 

12. GARBESS  |  @garbess.store


A Loja Garbe sempre foi uma loja tradicional da cidade e agora mudou de endereço e ganhou uma nova pegada. É a Garbess, que vende roupas lindas, tanto femininas como masculinas.

13. JERRAM |  @lojasjerram


A Jerram fica ali na esquina da Teófilo Leme, número 1360, mas também tem lojas em Amparo, Itatiba e Atibaia. No Insta elas postam as novidades com preços e estão sempre respondendo os comentários! :) 

14. LILY MODAS  | @lyly_modas


A LyLy é uma loja que fica na Coronel João Leme, número 491, e também possibilita que você compre online via WhatsApp. Elas postam as roupas avisando os tamanhos e cores disponíveis e colocam sempre os preços. 

15. LIVIA RAMOS  | @liviaramosbraganca


Mais uma boa opção de loja de calçados é a Livia Ramos, que fica na Dr Antônio da Cruz, 550, e também vende online via direct e envia para todo o Brasil. Amo ver as novidades de botas que chegam por lá!

16. MUNDO MARCOLINA |  @mundomarcolina


Acredito que as Marcolinas foram pioneiras nisso de postar as peças no Instagram. A primeira peça que eu comprei lá foi uma saia bandagem quando esse modelo estava bombaaando em 2012! Amo que hoje em dia elas fazem coleções próprias muito originais e sempre dão um show nas fotos - é tudo planejado e executado pensando em cada detalhe e com muito carinho, dá para ver pelos bastidores nos Stories! A loja online entrega para todo o Brasil e a loja física fica na Pires Pimentel, número 1001, e também em Campinas. Vale conferir o calendário de dias em que as lojas abrem: elas sempre avisam no Instagram!

17. MV STORE | @mvstore14



Localizada no Euroville Mall, a Mv Store tem muitas peças bonitas. São calças, blusas, jaquetas e muito mais.

18. NA MÁ  | @nama.modas


Uma amiga me indicou a Namá e a primeira vez que fui na loja, que fica no bairro Santa Libania, Rua São João Batista, 951, já amei tudo. Adoro quando tem promos de tops que saem super em conta e de camisetinhas diferentes também. Elas também entregam! 

19. RAÍRA LEME STORE | @rairaleme.store


Com confeção própria e estampas exclusivas, a Raira Leme Store é realmente uma opção diferente e muuuito estilosa. A loja é online mas quem mora em Bragança pode retirar na confeção, basta escolher essa opção no site! :)

20. RACHEL BONUCCI | @rachelbonucci


A Rachel Bonucci vende marcas incríveis como Iorane e tem lojas em Bragança (na José Domingues, número 532) e em Atibaia. No site você confere as coleções. 

21. SCARPE |  @scarpecalcados


A Scarpe fica na Coronel Teófilo Leme, número 1215, mas também realiza entregas - o que eu só descobri hoje! :O Hahaha. Ótimo, né? No Insta dá para ver novidades e marcas de calçados disponíveis.

22. VIVER FASHION | @viver_fashion


Amo a Viver Fashion e tenho algumas roupas de lá que inclusive já apareceram em looks por aqui! A loja física fica no Parque dos Estados mas elas enviam as peças por motoboy para quem mora em Bragança, e também por correio para todo o Brasil.

Ufa! Vocês vão perceber que eu tentei colocar em ordem alfabética mas depois fiquei com preguiça e dei uma misturada. Hahahaha. São tantas lojas legais que acredito que vou ter que voltar aqui com uma parte 2 - mas achei bacana reunir as que eu sigo até então. Fiz uma boa misturinha: tem lojas que seguem um estilo similar mas também outras com propostas beeem diferentes. Ah! Se você ainda não me segue, aliás, aproveita que tá dando tantos follows e siga aqui. Hahaha. Se vocês tiverem mais para me indicar, comentem aqui embaixo! :)

Precisamos conversar sobre a minha lista de 25 anos...

30 maio 2018

Oi, gente! :) Tudo bem com vocês? Demorei mas estou aqui! \o/ Muitas coisas aconteceram desde que eu postei aqui pela última vez e se vocês me acompanham no meu Instagram e também no Depois dos Quinze, com certeza já estão por dentro de tudo. 

Na última terça, dia 22, eu completei 25 anos e foi um dia muito gostoso. <3 Eu iria jantar fora mas no final tava tão frio que acabei ficando em casa mesmo - apenas avisei família e amigos que, bem, se quisessem passar aqui, eu estaria por aqui. Hahaha! E não é que no final eles vieram? Meu pai, meu irmão, minha irmã, sobrinho e cunhado, avó, madrinha, o Gui, Karina, Amanda e, é claro, minha mãe, passaram aqui para ficar um pouco comigo e no final teve até salgadinho e bolo. Foi muito bom! 

Mas uma coisa que aconteceu durante o dia inteiro foi que eu lembrei de um post que fiz aqui no ano passado: o 25 coisas para fazer antes dos 25. 

Muito doido olhar para cada tópico ali e pensar que muito daquilo não se concretizou. Tipo a minha vontade de acampar que ainda não rolou (e eu tinha colocado lá "com o namorado" e hoje nem namorado tenho). Os filmes clássicos que eu queria ver e no final assisti só três - quando rolou tempo livre assisti The Oc, The Handmaids Tale e Dear White People. De resto, não deu tempo também. Coloquei lá que queria aprender a cozinhar três novos pratos - e ainda quero, mas nem cheguei perto do forno.

Também coloquei que queria ler três obras clássicas e li diversos chicklits e livros aleatórios que comprei de lá para cá. Clássicas, mesmo, ainda não. Porém ainda irei! Falei que iria customizar algumas peças - e só fiz isso numa jaqueta e para ser sincera, ficou bem feia. Hahaha.

E são várias outras coisas: cuidar de uma planta, organizar o armário de um jeito funcional, comprar um apartamento (sonhei alto, hein?), comer menos carne... Mas embora esteja parecendo até então, não quero falar só do que eu não cumpri: primeiro que eu tenho uma vida inteira para fazer essas coisas e, segundo, que a vida foi muito mais amável comigo. 

Os últimos meses foram uma montanha russa de emoções. Tive muitos (e muitos mesmo!) momentos em que eu fiquei totalmente perdida, sem saber se estava indo para o lugar certo e me sentindo completamente sozinha. Mas eu agradeço por isso. Eu acho que é necessário para eu me enxergar de uma forma cada vez mais honesta e aprender melhor como eu lido com cada situação, o que me incomoda de fato no fato de ficar sozinha, como eu posso aprender a superar tudo que me deixar triste ou que me dá medo. 

Na hora em que a bad vem, é claro, não dá para levantar as mãos aos céus e agradecer por ela. Mas depois que passa eu agradeço, sim, porque tenho consciência de que não é a toa. Eu preciso aprender a passar por tudo o que acontece e faz parte do meu crescimento. Tô crescendo, tô evoluindo e isso é ótimo. Ainda bem. Parar tudo e entrar numa gaveta qualquer enquanto reclamo das minhas dificuldades pode ser mais fácil mas definitivamente não é para mim.

Essa é a parte difícil, porém necessária.

Junto com ela, quase colada - quase meio a meio, veio uma outra parte, enorme maravilhosa e mágica: foi ainda com 24 anos que eu fiz um curso que fala muito a respeito de deixar o ego de lado e que me trouxe uma tranquilidade sem tamanho. Foi aos 24 anos que entendi que eu não sou a pessoa que gosta de tudo, de todos os ritmos e todos os lugares: tem lugares e pessoas que não tem a ver comigo mesmo e tudo bem eu passar um final de semana em casa à ir para a balada só porque tá todo mundo indo. Foi com 24 anos que finalmente passei por cima dos meus receios e dei a entrada na minha carta de habilitação. Foi com 24 anos que eu sai atrás de todas as confortáveis sombras que eu mesma criei - e que cobriam tudo que eu achava que era de verdade, e me olhei de frente pro espelho vendo cada qualidade e cada defeito. 

Foi, sobretudo, com 24 anos que recebi o convite da Bruna para ir para os Estados Unidos passar um mês com ela e, entrei no avião com a minha própria companhia, visitei a Califórnia, fui para a Disney, para a Universal e o Parque do Harry Potter, os estúdios da Sony, assisti a gravação do The Voice USA, assisti o pôr do sol em Malibu, dei muitos pulinhos na Calçada da Fama, me virei sozinha por dois finais de semana em Santa Monica, fiz novos amigos e molhei meu pezinho no Oceano Pacífico enquanto pensava que, afinal de contas, eu me orgulho e muito dos caminhos que eu escolhi para a minha vida. Que tá tudo bem do jeito que tá.

E voltei de lá querendo muito mais do que compartilhar tudo isso que eu vivi. Acho até egoísmo meu ficar postando mil e uma fotos legais de cada momento: eu quero mais, quero que as pessoas que me seguem vivam isso também, quero que quem me leia seja beneficiado de alguma forma, quero incentivar sonhos e ajudar a concretizá-los. Parei de olhar para meu próprio umbigo porque a gente tá aqui pela gente, sim, mas também podemos estar por todos, pelo mundo, universo e o que for. Somos grandes e nem sabemos. Ok, tenho 1,53 de altura - mas isso não tem nada a ver. Sou enorme, sim, e foi isso que me dei conta nesse último ano de vida. Os 24 me mostraram que eu posso fazer mais. Eu posso ser mais.

Eu jamais imaginaria que não iria conseguir completar uma simples lista de dez filmes para ver antes dos 25. Mas eu também jamais imaginaria que antes dos 25 faria tudo isso que citei no último parágrafo - e eu fiz. Talvez eu faça novas listas antes dos 26 - e talvez eu cumpra tudo ou apenas ignore e o destino coloque outros itens na minha estrada. Não sei. Mas depois de tudo, afinal, a gente já sabe que não é isso o que realmente importa, não é mesmo? 

Wishlist de abril

27 março 2018

Oie! :) Como vocês estão? Tirando as teias de aranha do blog com uma wishlist - pra variar! Hahaha. Faz muuuito tempo que eu não compro roupas novas e tô de olho lá nas novidades da She In: tem muitas peças legais e modernas por lá. Aqui eu reuni as minhas favoritas.
Body Rosinha / Óculos / Body Island / Meia / Macacão Floral / Camiseta Preta / Top Branco / Vestido Xadrez / Camiseta Amarela / Cropped Preto / Bolsa

Os meus favoritos aqui em cima são: o óculos escuros fininho que tá super na moda - recentemente fiz um post no Depois dos Quinze sobre essa tendência, eu acho maaara! O body rosinha também é um dos meus favs porque além de eu amar essa cor o modelo dele é a coisa mais lindinha da vida, a bolsa quadriculada - outra estampa que é super tendência e também a meia calça diferente com pontinhos de brilho: ela não é mega fofa?

E o seu item favorito, qual foi? Me conta nos comentários!

Look do dia: call me on my shell fone

26 fevereiro 2018

Oooi! :) Look do dia novo por aqui! \o/ Dessa vez eu demorei um pouco mais porque confesso que 2018 tá sendo um ano beeem diferente pra mim. Daí as coisas acabam ficando um pouco atribuladas e tava difícil encontrar um momento pra fotografar - embora eu já tivesse vestindo esse mesmo look varias vezes e com vontade de mostrar em fotos pra vocês. Aí outro dia antes de sair com uma amiga pedi pra ela me ajudar com as pics rapidinho, antes da chuva que estava quase caindo, e consegui separar pra trazer aqui pra vocês! :)


Tshirt Demissy - Saia Demissy - Tênis Urban Flowers - Bolsa Renner


Assim como vocês viram nos créditos aqui em cima, neste look do dia reinou Demissy! \o/ A marca que é super parceira aqui do blog me mandou essa t-shirt + saia branca e eu simplesmente amei. A camiseta tem essa vibe engraçadinha com a frase fofa e é cinza mescla, o que eu amooo e uso muito nos look (tanto os básicos até os mais diferentes). Já a saia tem uma forma meio em A é linda, também vai com tudo! :)


O look ficou simples mas não poderia ter ficado mais a minha cara! As peças são de boa qualidade, feitas em tecidos bons, com caimento bem legal e mega confortáveis. Dou um valor enorme pra isso, viu?! <3 Super recomendo que vocês conheçam a Demissy - seja na loja física em São Paulo ou na loja online! 


Detalhe do meu tênis (na verdade é tipo um slip on!) da Urban Flowers. Eu aaamo que ele é metalizado e tem detalhes em glitter. Uso demais!


Meu cabelo nessas fotos tá bem diferente, né? Ele cresceu um pouco desde que eu cortei, no último mês, e as vezes tô experimentando usá-lo sem finalizar. Nessas fotos ele tava assim, sem nem um pouquinho de creme! Aí fica meio reto, meio com curvas, indefinido, não sei... Acho legal poder usar ele assim de vez em quando também, me dá uma mega liberdade. Maaas, ainda continuo gostando muito de passar creminhos e fazer cachos! Não vejo a hora dele crescer mais para pesar um pouco mais e ficar do jeito que eu quero de verdade.

E foi isso! \o/ O que acharam do look de hoje? Se você quiser conhecer a Demissy é só clicar aqui! Aproveita para seguir a marca no Insta também e acompanhar as novidades! 

Look do dia: camiseta de flamingos

29 janeiro 2018

Oi! :) Mais um look do dia por aqui. Dessa vez não tem nada de muito trabalhado, não, mas a minha t-shirt nova da She In é muito fofinha então eu fiquei afim de trazer ela aqui hahaha. A combinação foi realmente simples, só combinei a tee com um short preto que eu tenho e finalizei com um sapato rosa fofinho e confortável também. Vou mostrar mais detalhes para vocês nas próximas fotos! :)


Falei que era simples, né? Hahaha. Mas basicamente é bem vida real, já que nesses dias de calor eu tô usando praticamente sempre combinações desse tipo. Fica fresquinho e confortável para eu sair de dia e eu gosto bastante. 


Essa camiseta da She In é só amores! Eu amei muito essa estampa de flamingos fofinhos ainda mais por conta das cores: só tem preto e rosa, ou seja, vai combinar com 98% das roupas que eu tenho. Haha. :P Além disso, o tecido é super fresquinho e dá para usar tranquilamente em dias mais quentes.


Finalmente atualizei a bolsa preta de sempre. Hahaha. Usei horrores aquela minha redodinha e as alças dela já estavam partindo (juro). Aí outro dia vi essa na Renner e gostei. Para mim, bolsa para usar sempre em qualquer look tem que ser assim como essa: com as alças do próprio material da bolsa (prefiro muito mais do que correntes), sem detalhe algum. Essa atendeu perfeitamente à isso e ainda coube meu óculos de grau, minha carteira e meu celular dentro. \o/


T-shirt da She In | Short da feira (rs) | Slip on da Urban Flowers | Bolsa da Renner


Detalhe do meu sapatinho da Urban Flower, marca de sapatos veganos. Eu ganhei deles já faz algum tempo e sempre uso, mas ainda não tinha rolado de mostrar por aqui em algum look. Ele é super fofinho e confortável - amo a praticidade de vesti-lo sem ter que amarrar ou desamarrar cadarços. :P 

E aí, o que você achou do look de hoje? Conta pra mim nos comentários!