Lista: Adaptações de obras literárias para o cinema

21 junho 2017

Eu adoro assistir um filme que eu já tenha lido a sua história nos livros. Alguns deles, aliás, figuram entre os meus favoritos de todos! E são tantos, né? Romeu e Julieta, Os Três Mosqueteiros, e sagas como Game of Thrones (As Crônicas de Gelo e Fogo), Harry Potter, Animais Fantásticos e Onde Habitam, Percy Jackson, Alice no País das Maravilhas, O Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares e muitos outros... :) Por isso que quando a Claro TV me convidou a listar cinco filmes que foram adaptados das obras literárias eu já pensei de cara nestes todos que eu (e muita gente!) curtimos muito. E aí decidi falar de cinco deles que eu gosto demais. São eles...
Onde Vivem os Monstros


Coisa mais fofa do mundo, este é um dos meus preferidos! Aliás, li por aí que é do Barack Obama também. Hahaha. Curioso. :P

Sinopse: Max é um garoto que está fantasiado de lobo, provocando malcriações com sua mãe por ciúme de um amigo dela. Como castigo, ele é mandado para o quarto sem janta e resolve fugir da casa, usando a imaginação para criar uma misteriosa ilha. Lá, ele encontra vários monstros e diz que possui superpoderes, o que o faz ser nomeado rei do grupo. Responsável por evitar que a tristeza tome conta do lugar, ele passa a criar uma série de jogos para mantê-los em constante diversão.
A Menina que Roubava Livros


Um livro que eu amei de cara, indiquei e emprestei para 500 pessoas. Hahaha! Aliás, não sei nem dizer se ele tá em casa! :P O filme foi baseado no livro de Markus Zusak e é emocionante.

Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, porém surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos.

A Invenção de Hugo Cabret


Lembro até hoje quando ganhei o livro, escrito por Brian Selznick. A edição dele é incrível, com páginas pretas e ilustrações lindas. O filme também tem toda essa qualidade impressionante!

Sinopse: Hugo é um garoto de 12 anos que vive numa estação de trem em Paris no começo do século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalha em um museu, morre pouco depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um androide. Hugo faz amizade com uma jovem que tem uma chave que cabe no fecho existente no robô. É o início de uma surpreendente aventura.
O Hobbit


Shame on me. O único livro de Tolkien que eu li foi o "primeiro" de SDA, O Hobbit. Lembro que tentei ler os outros mas na época, talvez por ser muito nova, não dei conta. Ainda quero ler com mais tempo mais pra frente! 

Sinopse:  Situado no mundo ficcional da Terra Média, os três filmes seguem o hobbit Bilbo Baggins , chamado pelo mago Gandalf , para acompanhar treze anões liderados por Thorin II em uma missão até a Montanha Solitária, onde tentarão recuperar os pertences dos anões que foram roubados pelo dragão Smaug. É nessa aventura que Bilbo encontra o Um Anel que desencadeia a trilogia O Senhor dos Anéis.
Cidades de Papel


Não é o meu favoriiito assim no sentido completo da palavra, mas eu achava que merecia estar aqui porque eu achei o filme super fofo (confesso que a trilha sonora MARA contribuiu!) e só depois eu fui ler o livro, que curti muito também!

Sinopse: Quentin tem uma paixão platônica por sua vizinha, Margot, que invade o seu quarto propondo um plano de vingança contra o seu ex-namorado. Depois de uma noite de aventura, Margot desaparece, mas deixa pistas para Quentin descobrir o seu paradeiro.

E eu não poderia deixar de fora outro filme que vem por aí, baseado num livro que eu adoro, que é o "Assassinato no Expresso do Oriente" da Agatha Christie. \o/ Vai ser incrível e eu tô mega ansiosa para assistir! 

Curtiu a lista? Qual outro filme adaptado dos livros você curte muito? Conta pra mim nos comentários!

Wishlist Zaful

14 junho 2017

Vamos de wishlist?  Sim, eu não canso de selecionar as peças que eu amo! :P Já faz algum tempo que eu tô de olho nas peças da Zaful e, agora, decidi reunir as minhas favoritas aqui para compartilhá-las com vocês e poder visualizar tudo bem melhor também. Aliás, são nessas wishlists que eu consigo ver o que eu quero de verdade: a última que eu fiz por aqui, de aniversário, foi ótima e eu já risquei vários itens de lá! <3 Bem, e dessa vez as peças da Zaful são mais vestidinhos e t-shirts que eu adorei..


1 Dress Xadrez / 2 Set Listras / 3 Tshirt 

Começando com três peças fofinhas que são a minha cara! O vestidinho vermelho tem a estampa xadrez que não sai de moda nunca + alcinhas spaghetti, que eu amo. O macaquinho é ideal para o verão (sddss!!!) e a camiseta é aquela que dá para aproveitar e customizar para ficar ainda mais linda!


4 Bodysuit / 5 Vestido Floral  / 6 Floral Romper 

Três peças arrasadoras em preto! Se eu tivesse essas três usaria tanto que elas saberiam até o caminho de casa. Por isso mesmo que eu quero tanto. Hahaha. Sério, vê se não concorda comigo: o body vai bem com qualquer tipo de calça, tanto jeans como estampada, o vestido é ideal para se arrumar rapidinho e ficar chique com pouco, e o macaquinho é ainda mais sofisticado. Amei!


7 Halter Top / 8 Cactus Tee  / 9 Mini Dress 

E para finalizar, uma blusinha diferente em rosa para usar tanto em ocasiões mais elegantes como no dia a dia (com o acessório certo ela fica ainda mais incrível!), uma t-shirt branquinha com ilustração fofa, e um vestido que me lembrou muuuito aqueles que a Victoria Beckham usava quando estava nas Spice Girls. Mega anos 90, né? <3

Curtiram a minha listinha? Qual foi o item da Zaful favorito da vocês? Me contem nos comentários!

Dicas: misturando acessórios na composição dos looks

01 junho 2017

Montar um look legal, diferente e que saia da mesmice nunca é algo tão fácil: a infinidade de opções de roupas, acessórios e demais complementos exigem a escolha de itens harmônicos entre si. Combinar um vestido incrível com um bracelete de berloques e um salto alto, por exemplo, é uma ótima ideia para uma ocasião formal que pede um look mais elaborado. Mas não fica só nisso, né? Existem várias ocasiões e possibilidades em que podemos combinar acessórios e obter um efeito elegante e moderno, sem excessos. Mas como saber usar os acessórios de uma forma mais fácil?


BERLOQUES

Amo! Também conhecidos como charms, os berloques são super personalizados aparecendo em colares, cordões e braceletes. A intenção da peça é dar aquele toque de originalidade e delicadeza no visual. Por isso, o efeito de cada look depende bastante do estilo de cada pessoa. Eles podem ser usados no dia a dia ou em ocasiões especiais! 
COLARES

A gente tem visto bastante a mistura de colares como uma grande aposta dos looks: e o visual fofo é real. A ideia de misturar diversos tamanhos traz um efeito fashion e moderno: o ideal é apostar em comprimentos diferentes, de modo que as peças não fiquem sobrepostas. Peças delicadas de ouro e prata ficam ótimas com gargantilhas choker de couro e se você curte um maxicolar, rola apostar em maquiagens e roupas de tons mais sóbrios para não sobrecarregar demais, sabe? Os modelos mais longos, abaixo do busto, alongam o colo. :)


ANÉIS

A escolha dos anéis vai depender da ideia central do look: lembrando sempre daquilo que eu falei lááá no começo, de equilibrar as peças. Se você optou por uma produção sóbria com colares fininhos e deseja concentrar a atenção nas mãos, o ideal é apostar em anéis mais extravagantes, com pedras e brilho, para dar uma iluminada no visual.

Por outro lado, se os demais complementos são mais arrojados, alianças e anéis mais discretos trazem harmonia. Se você tem um estilo mais despojado, pode até fazer um mix de anéis chamativos com maxicolares e roupas estampadas, o que também é uma ótima ideia!

PULSEIRAS

São tantos estilos delas! Indicadas para todo o tipo de ocasião, as pulseiras são itens que finalizam o visual de forma prática (não existe nada mais rápido do que colocar uma, né?). Dê preferência para modelos que fiquem bem alinhados ao pulso e tente não colocar a peça por cima da manga comprida. Modelos finos de correntes podem ser usados sozinhos, em conjunto e até mesmo com pulseiras de outros materiais!  Este tipo de joia cai muito bem com relógios e braceletes.


BRINCOS

Não saio de casa sem! Hahaha. Os brincos são fortes aliados para finalizar diversos tipos de looks, do mais clássico e sóbrio ao mais fashionista e contemporâneo. Brincos pequenos são ótimos para usar no dia a dia, e quem tem mais de um furo (quero muito furar em breve!) pode usar e abusar de vários modelos ao mesmo tempo. Já os brincos médios são indicados para quem gosta do meio-termo: nem maxi nem mini, este tipo de peça confere feminilidade e elegância para o outfit. :)

Já aqueles brincos mais volumosos (os longos estão super na moda!) pedem complementos discretos, pois a peça em si já chama bastante atenção. Caso você curta o modelo mais extravagante, atenção com com cachecóis, golas muito altas, luvas e presilhas no cabelo: estes itens “brigam” com os brincões e causam conflito na composição do look.

dica central é equilibrar as peças, o que não significa que você não poderá misturar materiais, cores e texturas: a tendência é de fato apostar em um mix de acessórios, uma vez que os itens proporcionam um efeito contemporâneo no look, conferindo personalidade e estilo! 

E aí, gostou das dicas? :) Acho que deu para dar um panorama geral e bem legal de como situar direitinho cada acessório. Concorda comigo? Conta pra mim nos comentários

Look Saia de Veludo

30 maio 2017

Mais um look que eu amei usar e fotografar! :) Desta vez eu coloquei outra combinação bem legal da Demissy para jogo com duas peças que eu nunca havia usado antes. O resultado me surpreendeu e, agora passando as fotos para o computador e fazendo este post, confesso que me dá vontade de usar este mesmo look durante todos os dias dessa estação. Pode? Kkk! É porque eu realmente saí da minha zona do conforto e curti de verdade. Olha só!


T-shirt com textura metalizada (porém rosé, o que é muito amor no coração!) e saia de veludo em comprimento midi. Sim, são muitas tendências em apenas duas peças. Muito fashionismo para a minha pessoa! Hahaha.. E olha que o blog leva trendy no nome, né?! 


Eu tô apaixonada pela textura do veludo já faz algum tempinho. Ela voltou com tudo no ano passado junto com o comeback de outras peças nesse mood anos 90 e aos poucos foi aparecendo em tudo quanto é peça: inclusive com o plissado, que é o que essa saia tem! Quando eu a vi na nova coleção da Demissy eu achei uma peça incrível, e aí achei que a preta seria a melhor escolha para começar a usar e poder combinar a saia com qualquer outro tipo de peça. E não é que deu muito certo?


Junto com a camiseta, que tem um efeito que parece um tecido molhado, o look ficou ainda mais fora do comum e mesmo não tendo grandes destaques de cor, chamou a atenção na medida certa! :) Eu também usaria com uma jaqueta jeans, mas como a minha é oversized eu achei que acabou ficando too much, sabe? E ah! Na minha ideia, outra peça que com certeza também cairia muito bem aqui para complementar seria uma jaquetinha fina de organza, estilo transparente, que também tá super na moda! 


Detalhe do óculos de sempre que vocês já estão cansadas de ver por aqui! :P Aliás, a bolsa também, né... Eu deveria ter vergonha de aparecer 500 vezes com a mesma bolsa ano após ano, mas é que este é um blog bem real life mesmo e é o que tá tendo. Hahaha! 


A qualidade de cada peça é ótima e este foi mais um daqueles looks mega confortáveis. :) Ah! Desta vez to de salto de novo (ainda virei com a Melissa que disse no último post!!!)  mas este é beeem melhor e mais confortável do que aquele último. Hehehe. :P 


Camiseta Demissy / Saia Demissy / Sandália Dafiti / Bolsa Marisa

A Demissy fica em São Paulo, no Bom Retiro (número 96) e também tem perfis nas redes sociais que super vale a pena acompanhar as novidades! :) É só tiro: a cada foto nova eu fico morrendo de amores querendo cada peça! Hahaha. E aí, o que acharam do look de hoje? Contem pra mim! 

25 coisas antes dos 25 anos

25 maio 2017
Lá vem a Auana com uma lista!
Agora que eu fiz 24 anos tô me sentindo esquisita. É que na minha cabeça 24 anos era uma idade muuuito lá na frente e, bem, chegou! kkk Não sei se dá pra entender a doideira, mas é muito esquisito me apresentar dizendo que já tenho 24. E outra coisa é que agora tô perto dos 25, e 25 tá quase lá nos 30 e isso já me deixa doida pensando no tanto que o tempo passou rápido. Gente! :O Por isso resolvi fazer uma listinha de coisas que quero fazer antes dos 25 anos. \o/ Para me estimular a fazer coisas diferentes, para eu concluir projetos pessoais que vinham se arrastando, para tentar coisas novas e finalizar objetivos! São elas...

1. Fazer um objeto novo do zero
2. Saber cozinhar três novos pratos
3. Organizar o meu guarda-roupa de uma forma funcional
4. Ter assistido dez filmes clássicos
5. Ter lido três obras clássicas
6. Fazer algo importante por alguém
7. Ver os bastidores de uma grande produção
8. Ir a um grande show
9. Aprender uma coreografia difícil
10. Acampar com o meu namorado e meus amigos 
11. Conhecer pelo menos três estados brasileiros
12. Ter menos vergonha de falar as coisas que eu penso
13. Falar inglês fluentemente
14. Ter lido um livro em inglês
15. Customizar três roupas que eu não usava mais
16. Começar um curso diferente e legal
17. Conhecer de cor os metrôs de São Paulo 
18. Dar menos ouvido as coisas desencorajadoras
19. Deixar o meu cabelo natural
20. Diminuir meu consumo de carne (ao menos isso!)
21. Conseguir cuidar de uma plantinha
22. Escrever um livro
23. Comprar um apartamento com a minha mãe
24. Enxergar todas as coisas com otimismo
25. Olhar para tudo isso e pensar que valeu a pena! :)

Alguns comentários: sobre conhecer os estados, tem gente que faz lista falando a respeito de países. Mas, bem, tô sendo realista! Kkkk eu podia muito bem colocar que eu quero viajar para a Disney que é um grande sonho, mas não sei se consigo antes dos 25 e tenho medo de colocar muita expectativa e acabar me frustrando! :P Sobre metrô: PRIORIDADES, né, mores? kkk. Ainda ando com um mapinha das linhas (pq sou míope e ficar olhando no próprio metrô as vezes é complicado). Sobre o inglês, estamos trabalhando para isso! (tô fazendo lá na Uptime, já comentei?!). A respeito do consumo de carne eu queria virar vegetariana mesmo, mas é muito amor pelo Big Mc pra isso... D: 

A questão do apto com a minha mãe, por exemplo, é algo beeem maior... Mas como é uma prioridade, seguimos em frente tentando até os 25 anos! kkk. De qualquer forma, eu tô animada com a lista e louca para começar a completá-la. =) 

Agora quero saber de vocês: o que querem fazer de diferente e novo antes de completarem mais um novo ano de vida? Hoje a lua está nova, super bom para mentalizar coisas novas para as nossas vidas também. Sei que os desejos variam muito de pessoa para pessoa, talvez tudo que eu queira realizar vc já realizou e vice versa! Me contem! =)

Look Light Pink Demissy

23 maio 2017

Oi de quem já tem 24 anos! Hahaha! :P Ontem foi o meu aniversário e eu fiz um dos meus looks favoritos dos últimos dias!!! :) Recebi duas peças lindíssimas da Demissy há algum tempinho e tava louca para usá-las tanto juntas como separadamente. Explico: as duas tem exatamente a mesma cor e, por isso, ao mesmo tempo que imaginei que dariam super certo como se fossem um conjuntinho, na minha cabeça também veio a ideia de que separadas iriam funcionar melhor - com outras peças de outras cores e tons. Pois bem: não é que combinei as duas e elas ficaram maravilhosas juntas? <3 Em algumas fotos achei que ficou parecendo até um macaquinho, em outras, sobressaiu a fofura do "conjuntinho"! Olha só...


Essa camisa ombro à ombro é maravilhosa, com tecido fluído e o detalhe de amarração bem ao centro que a deixa ainda mais romântica. Ela é de um tecido fino, então dá para usar em dias mais fresquinhos sem ficar com medo da manga longa, mas também funciona bem em dias frios se você levar uma blusa mais grossa - e foi justamente isso que eu fiz! Ela tem as mangas bem fluídas e com franzidinhos que, na minha opinião, deixam com aquele ar ryco!


O short é de cintura alta e tem detalhes de pequenas pérolas nos bolsos dianteiros. É ou não é muuuito amorzinho? Como eu falei ali em cima, ele casou perfeitamente com a camisa, mas imagino uma porção de looks diferentes com ele. Com t-shirt estampada, camisa jeans, cropped top branco, camisa com transparência e top de renda aparecendo por baixo... 


Os dias aqui em Bragança estão sendo chuvosos e frios, mas neste dia o sol apareceu e por isso que consegui usar sem meia calça, com sandália e tudo mais! Maaas ainda sim estamos em maio, por isso eu não deixei de lado a blusa de frio que, sim, acabei usando depois! :P Essa bomber maravilhosa também é da Demissy e é uma das jaquetas mais lindas e diferentes que eu tenho: ela tem uma cor estilo rosa antigo maravis e detalhes de flores bordadas que são um encanto. <3 Lembra um pouco aquelas jackets de pegada oriental, sabe? Mas é ainda mais classy!


Olha só o detalhe de pertinho!

Camisa Demissy / Short Demissy / Jaqueta Demissy / Bolsa Pernambucanas / Sandália Vizzano 


Ontem eu ganhei uma Melissa Slide da minha mãe que iria combinar perfeitamente com esse look! Mas ela me deu numa cor que eu não curti tanto assim, aí só a noite eu fui lá trocar e peguei uma rosé gold incrível.. Aff, ia ficar lindo! Quero muito repetir o look para tentar usar com ela. Porque antes, eu usei com este sapato aqui...


Olá, muito prazer e tchau! E essa foi a última vez que eu usei essa sandália na vida... Hahahaha! Sério! Eu comprei ela já faz algum tempinho e achei que iria ficar perfeita com esse look - e ficou real. O problema é que ela é muito alta pra mim, simplesmente não consigo andar nem com muito treino. Kkkk sério, gente! Acho até que vou vender no Enjoei, porque ela está em perfeito estado.. Sei lá, ainda tô pensando, mas ela eu não uso mais não! :P Hahaha.


É a segunda vez que falo da Demissy por aqui e super indico a marca! :) Não a toa que me apaixono por cada peça: todas que eu tenho são sempre tendência, de boa qualidade e feitas com um trabalho incrível! Eles tem uma loja maravilhosa em São Paulo, no Bom Retiro (número 96), mas você pode ficar de olho no Instagram deles que sempre tá mega atualizado com as novidades, tendências e coleções! 

Gostou do look? Como você combinaria essas peças? :) Me conta nos comentários!

Três pensamentos aleatórios sobre "Grande Magia"

18 maio 2017
Um livro sobre a criatividade
Você vê muita gente falar bem de um livro, e aí, você, interessada, o compra. Na verdade não posso ser injusta: neste caso não consigo me lembrar muito bem se comprei ou se foi a minha avó ou outra pessoa que me deu este de aniversário, mas foi após eu ter colocado ele em uma das wishlists aqui do blog que, uns dias depois, ele estava em minhas mãos. Estou falando do livro "Grande Magia" de Elizabeth Gilbert.

A autora é famosa por outras obras e, entre elas, a "Comer, Rezar e Amar". Isso não foi um grande atrativo para mim na hora de optar por lê-lo, até porque eu nunca li nem assisti o filme de mesmo nome. Sim, posso parecer um alien para você agora porque acho que todo ser humano já conhece a obra! :P Mas não sou lá aquela graaande fã admiradora dos romances, tanto em filme quanto em livro, por isso nunca me interessei em ver toda a lista dos mais notáveis...

Pois bem! Livro em mãos, comecei a leitura empolgada sabendo que se tratava de algo a respeito de viver criativamente e, de repente, essa minha empolgação foi diminuindo um pouquinho: no início, ele é daquele tipo que você percebe que tudo gira em torno da própria escritora. Certo, isso estava escrito na contracapa, mas talvez eu não tenha a lido. Hehehe. Junto com suas palavras ela vai colocando suas vivências e, de certa forma, é como se você tivesse conversando diretamente com ela. Foi aí que eu pensei: poxa, mas eu queria ir logo para a parte prática da coisa! Boba, eu...

No meio você começa a perceber que tudo isso é extremamente necessário. E vai sabendo mais da vida e da teoria da Liz (íntima!) e vê o quanto tudo isso faz sentido. Já na página 30, consome cada página como se fosse milkshake de Ovomaltine (a menos que você odeie milkshake de Ovomaltine, neste caso, pense em outra coisa que seja boa pra você - é igual). E foi por isso que eu percebi que o livro me ensinou tanto, que resolvi listar resumidamente três rápidos motivos para isso, aqui:

1. Me dei conta do quanto que as simples vivências podem gerar coisas grandiosas

Liz mostra como é possível encontrar criatividade de uma forma que enche os olhos. Não espere por ler uma história de uma pessoa que rodou o mundo, conversou com grandes líderes mundiais, estudou em treze faculdades e fez milhares de cursos: ela até pode ter feito tudo isso, eu sei lá, mas aqui o foco fica até mesmo em um dia comum em casa ou numa conversa inspiradora com alguém. Ela mostra a viagem que é feita da primeira ideia até o momento em que você a coloca no papel e é simplesmente inspirador. Dá vontade de olhar o mundo com outros olhos e acordar aquela criatividade de criança que todos nós temos dentro de nós. Não é um mapa da mina, mas é um "oi, você pode fazer o seu próprio gps!".

2. Você passa a ver a criatividade como uma força maior

Talvez isso seja um spoiler, e na verdade meio que é. Mas dentro de sua teoria a respeito das ideias, Liz mostra como a criatividade é algo que está solto e andando por aí, batendo em várias e várias portas que podem ou não estar com o interesse e a força de vontade suficiente para atendê-la. É justamente isso, e enxergá-la desta forma deixa as coisas muito mais fáceis e motivadoras!

3. Ela não deixa de fora toda a parte ruim

O livro também fala de quando a grande ideia vai embora. De quando a gente luta tanto para fazer alguma coisa acontecer e, de repente, como mágica essa força de vontade nos abandona. De quando os momentos ruins acontecem e como eles podem interferir nisso tudo e até mesmo quando não encontramos a dita cuja. São vários fatores negativos que podem ocorrer no processo e, aqui, você não tem um manual de como lidar com todos eles, mas percebe que eles acontecem com todo mundo, afinal. 


Bem, eu ainda tenho mais coisas para falar deste livro. Acredite você ou não, agora vem uma revelação: ainda estou na página 70. Hehehe! Sim, isso não é uma resenha! :P Quis apenas colocar alguns pensamentos que tive e indicar, mesmo que eu ainda não tenha terminado a leitura, porque o livro é realmente muito bom e eu estou empolgada com ele. #sinceridades. Prometo que quando terminar volto para dar uma opinião final ou, quem sabe, eu atualize este mesmo post!

Concluindo, percebo como e quanto é importante a gente falar as coisas para as pessoas, tirar lições de nossas experiencias e compartilhá-las. O livro tem me inspirado um bocado também neste sentido, fico pensando meio que "e se a escritora tivesse guardado tudo isso só pra ela?" e, assim, começo a pensar até nas coisas que acontecem comigo e como eu posso dividir mais elas com vocês. Entendem onde eu quero chegar? As vezes a gente acha que nossas vivências são bobagens pessoais, mas não são. Bem, ainda é só um devaneio, mas de qualquer forma, queria dividir este pensamento inicial aqui! <3

Mesmo sem ainda ter terminado, também tô pensando em buscar mais obras sobre o assunto e montar uma lista de livros inspiradores. Pode ser legal, né? Aliás, vocês tem alguma dica de outros no mesmo estilo? :) Contem pra mim!